Da advocacia para salões de beleza: a mudança de vida de Bibiana Terra em busca da felicidade

Atualizado: 13 de Set de 2018



Largar tudo, jogar pro alto, começar algo do zero e arriscar: decisões que causam medo, mas não impediram Bibiana Terra de correr atrás de um sonho. Formada em direito, a profissional conviveu e tentou gostar da profissão como advogada durante dez anos, mas se sentia infeliz e insatisfeita com sua carreira. Após algumas experiências em escritórios de advocacia da capital, ela decidiu que estava disposta a mudar de vida e buscar algo que fizesse seus olhos brilharem. “Minha última tentativa foi em um escritório penal, área que eu mais gostava dentro do Direito. Mesmo assim eu quis sair correndo dali e vi que não tinha jeito, aquilo realmente não era para mim.”, contou Bibiana. 

Junto a frustração com seu emprego na época, ela tinha uma paixão: serviços de beleza. Não é à toa que sua casa ocasionalmente virava um salão para suas amigas, que iam lá para se arrumar para festas. “Sempre fiz isso e gostava muito, tinha essa habilidade”, contou. Certo dia, durante um churrasco, um amigo escutou sobre sua insatisfação com o Direito e sua vontade de abrir um salão de beleza, e, então, a chamou para conversar. Também empreendedor, o amigo contou que tinha o plano de fomentar empresas, captando talentos. “Ele aplicou um teste psicológico comigo e concluiu que eu estava muito infeliz e achava que eu tinha nascido para atuar em salão. Isso foi a gota d'água que faltava para eu largar a advocacia”, afirmou ela.  

A conversa foi crucial e o empurrão que faltava para finalmente Bibiana mudar o rumo de sua vida. Sem encontrar resistência de seus pais e contando com o incentivo de amigos, ela iniciou os primeiros passos em direção ao seu sonho, com um curso de cabelereira. Não demorou muito para ela perceber que para ter sucesso na área, precisaria de experiência de trabalho em algum salão de beleza renomado. Por sorte ou talvez destino, foi logo convidada para trabalhar no Marcelo Maschke Hair Salon, localizado na rua Anita Garibaldi, onde atua como cabeleireira e maquiadora já fazem três anos. 

No começo, Bibiana fazia mais os cabelos, mas aos poucos seu talento como maquiadora foi se destacando, e em questão de um mês, ela já tinha uma agenda lotada: “As clientes se interessaram pelo meu trabalho a partir de um vídeo publicado no Instagram em que eu me maquiava e começaram a querer marcar comigo. Só que na época eu nem tinha ainda o curso”, contou. Surpresa com a movimentação e procura, Bibiana só teve uma opção: encarar o desafio no mundo dos makes. Mesmo sem o curso, foi questão de algumas semanas para que sua agenda estivesse aberta para o público. “Eu ficava nervosa no início, mas pelo menos sempre deu tudo certo, ninguém nunca reclamou ou pediu para eu tirar”, afirmou.   

Desde então, a empreendedora se sente muito feliz e realizada com seu trabalho. Atualmente, seu carro-chefe são as maquiagens, serviço que ela aprimorou com o tempo e com a realização do curso. Eventualmente, quando há um horário livre na agenda, ela também atua como cabeleireira. “O mais legal é que as minhas clientes foram evoluindo comigo, pois sempre me acompanharam”, disse. Em razão disso, Bibiana desenvolveu seu método de maquiagem, que conta com um estilo diferente e que é a sua cara.



Apesar de estar muito satisfeita com o caminho que seguiu em sua nova carreira, Bibiana ainda busca conciliar sua vida profissional com seu relacionamento. Por isso, está nos seus planos abrir seu próprio salão de beleza em Gramado, cidade em que seu namorado, Guilherme Michaelsen, reside e trabalha como empreendedor, com seu negócio recentemente inaugurado, o Hard Rock Café. A ideia da empreendedora é abrir seu próprio negócio no centro da cidade, em um estilo mais moderno de salão, com serviços que vão desde as maquiagens até as unhas, cabelos, sobrancelhas e cílios. A ideia é que o espaço seja pequeno e exclusivo, algo relacionado à Boutique, e que conte com profissionais que ela já confia para ajudar eventualmente. “Minha sede ficaria em Gramado, mas acredito que eu não largaria tudo em Porto Alegre, ficaria indo e vindo. Eu sofro em pensar em largar minhas clientes, mas por enquanto é só um plano. Só vou concretizar quando eu tiver certeza que vai dar certo”, ressaltou ela. 

Se na primeira vez que largou tudo não havia medo da mudança, dessa vez é diferente. Segundo ela, para deixar a advocacia, ela não temia nada, pois simplesmente não aguentava mais. “Era uma questão de sobrevivência. Eu não gostava e não aguentava mais, então não estava perdendo nada. Já levar meu trabalho para outra cidade é diferente, pois hoje eu construí algo sólido e que eu gosto muito aqui em Porto Alegre”, contou. Por isso, Bibiana pretende dar passos lentos e bem calculados para implantar o novo negócio e obter o sucesso. Nesse caminho de incertezas, há somente algo que não resta dúvida: a empreendedora seguirá na profissão que tem paixão. 



Os negócio não param por aí

Paralelamente ao seu emprego, Bibiana Terra e seu namorado, Guilherme Michaelsen, vendem filtros de chuveiro que tiram o cloro da água através da vitamina C, produto no qual o casal tem a venda exclusiva no Brasil. Há cerca de um ano, Guilherme fechou negócio com o presidente da empresa na Coreia do Sul e desde lá, faz a importação para comercialização em vários estados do país. “Adquirir o produto já não é só uma questão de beleza, mas também de saúde”, afirmou Bibiana ao citar os benefícios de uso do filtro.  

O filtro tem um valor de R$ 380,00 e já é encontrado em alguns salões de beleza e lojas pets da capital gaúcha. É o caso do salão em que Bibiana trabalha, o Marcelo Maschke Hair Salon, que proporciona a novidade para a clientela em um dos seus lavatórios. 

 A empresa do casal, Beauty Filter Brasil, tem tido um bom retorno e vêm fechando novas parcerias para expandir ainda mais o negócio. As compras podem ser realizadas sob encomenda pelo site .

Associação de Jovens Empresários de Porto Alegre - RS

© 2020 por AJE-POA.

Siga a gente